Sindicato Interestadual da Indústria de Materiais e Equipamentos Ferroviários e Rodoviários

Honda CB 500X e CB 500F ganham cores novas em linha 2019

1 de setembro de 2018


Want create site? With Free visual composer you can do it easy.

Líderes de venda no mercado de alta cilindrada, CB 500X e CB 500F chegam com novas cores e grafismos em preto e vermelho, além de cor destaque Laranja

Desempenho, design e versatilidade: este é o tripé no qual se apoia o sucesso da família 500 Honda, motocicletas que são as favoritas dos brasileiros quando o assunto é o acesso à alta cilindrada. Na versão 2019, a crossover CB 500X e a naked CB 500F ganham novas cores.

A CB 500X 2019 estreia a cor Laranja Perolizado, além de Vermelho e Preto – as três com os mesmos grafismos característicos da linha. Já a CB 500F, também terá a cor Laranja Perolizado, junto com Preto Perolizado com grafismos vermelhos e Vermelho Perolizado com grafismos em prata.

Desde o início da produção no Brasil em 2014 – praticamente ao mesmo tempo que nos principais mercados mundiais –, as 500 surpreenderam pela modernidade do conjunto técnico que é compartilhado na família, formado pelo motor bicilíndrico de 50,4 cv de potência e 4,45 kgm.f de torque e o chassi de tubos de aço tipo Diamond.

Adotar uma base única para a família evidencia a diferenciação do projeto. Através de detalhes precisos, foram obtidas máquinas de caráter singular e marcante. A família 500 Honda se destaca no segmento de alta cilindrada nacional como motocicletas duráveis, econômicas no consumo de combustível e manutenção e com alto valor de revenda.

CB 500X, inovadora crossover

A utilização do termo crossover para motocicletas é relativamente nova e define perfeitamente a CB 500X, que concilia qualidades, antes restritas às trail, com as de uma estradeira pura. Diferenciais importantes possibilitam esta dupla personalidade.

As suspensões de curso amplo, a posição de pilotagem ereta e a grande autonomia possibilitada pelo tanque com capacidade para 17,7 litros são características típicas das bigtrail. Proteção do para-brisa (regulável em dois níveis de altura), pequena distância do banco em relação ao solo (810 mm) e pronta resposta ao acelerador remetem às melhores estradeiras.

Com peso a seco de apenas 183 kg e motor de respostas imediatas ao acelerador, a pilotagem da CB 500X se caracteriza pela facilidade e conforto. A ergonomia, muito estudada, permite a pilotos de diferentes características físicas sentirem-se à vontade. Favorece a sensação de domínio e consequente segurança o largo guidão e o sistema de freios a disco em ambas rodas, dotados de sistema ABS.

CB 500F, clássica naked

A magia das naked está presente na CB 500F, segmento no qual a exposição da mecânica anda de mãos dadas com um design minimalista, mas de grande impacto.

O design pleno de ângulos da CB500F está em harmonia com a performance vigorosa. Seu belo tanque é valorizado por aletas laterais enquanto o grupo ótico frontal e a rabeta exploram formas multifacetadas.

A posição de pilotagem agressiva casa perfeitamente com o comportamento do conjunto motor-parte ciclística. No entanto, como é típico nas naked, a condução em ritmo urbano é facilitada pelo baixo peso a seco – 178 kg –, um fator fundamental para uma excelente maneabilidade.

CBR 500R, esportiva verdadeira

Esportiva verdadeira e capaz de satisfazer tanto a pilotos experientes como aqueles que a escolherão como primeira real esportiva de alta cilindrada, a CBR 500R não sofre alterações e continua sendo oferecida como ano 2018 em cor única, Vermelho.

Técnica, modernidade dupla

O motor bicilindro em linha (DOHC) com duplo comando de válvulas no cabeçote e quatro válvulas por cilindro tem refrigeração líquida e exatos 471 cm3. Gera 50,4 cv de potência a 8.500 rpm e 4,45 kgm.f de torque a 7.000 rpm. Compacto e leve (pouco mais de 52 kg de peso), este moderno motor se vale de um eixo de equilíbrio posicionado atrás dos cilindros para mitigar vibrações. O sistema de alimentação por injeção eletrônica é o consagrado Honda PGM-FI e o câmbio tem seis marchas.

O chassi construído com tubos de aço de 35 mm de diâmetro é do tipo Diamond, arquitetura que se caracteriza por usar o motor como elemento estrutural. A suspensões é telescópica na dianteira e monoamortecida (regulagem da pré-carga da mola) na traseira, vinculada ao sistema progressivo Pro-Link. A balança é de aço, longa, o que privilegia a capacidade de tração. As rodas são de liga-leve com seis raios duplos e os pneus radiais, medida 120/70ZR-17M/C na dianteira e 160/60ZR-17M/C atrás. Os freios a disco têm diâmetro de 320 mm à frente e 240 atrás, com ABS.

O painel é digital e traz velocímetro, conta-giros, relógio, hodômetro total e parcial, indicação de consumo de combustível instantâneo, médio e diagnóstico do motor. Os modelos da linha 500 chegam às concessionárias em setembro, com preço público sugerido (base São Paulo) de:

CB 500F (Preto Perolizado, Vermelho Perolizado): R$ 24,490
CB 500F (Laranja Perolizado): R$ 24,890
CB 500X (Preto, Vermelho): R$ 26,490
CB 500X (Laranja Perolizado): R$ 26,890
CBR 500R (Vermelho): R$ 24.900,00

A linha tem três anos de garantia, sem limite de quilometragem. Os proprietários contam ainda com o serviço de assistência Honda Assistance 24h durante o período de vigência da garantia (3 anos) em todo o território nacional e em países do Mercosul, uma exclusividade Honda.

PARA ACESSAR A GALERIA DE IMAGENS E VIDEO RELEASE, CLIQUE AQUI

Sobre a Honda no Brasil: Em 1971, a Honda iniciava no Brasil as vendas de suas primeiras motocicletas importadas. Cincoanos depois, era inaugurada a fábrica da Moto Honda da Amazônia, em Manaus, de onde saiu a primeira CG, até hoje o veículo mais vendido do Brasil. De lá para cá, a unidade produziu mais de 22 milhões de motos, além de quadriciclos e de motores estacionários que formam a linha de Produtos de Força da Honda no País, também composta por motobombas, roçadeiras, geradores, entre outros produtos. Para facilitar o acesso aos produtos da marca, em 1981 nasceu o Consórcio Honda, hoje a maior administradora de consórcios do mercado nacional, que faz parte da estrutura da Honda Serviços Financeiros, também composta pela Seguros Honda e o Banco Honda. Dando continuidade à trajetória de crescimento, em 1992 chegavam ao Brasil os primeiros automóveis Honda importados. Em 1997, a Honda Automóveis do Brasil iniciava a produção do Civic, em Sumaré (SP), de onde já saíram mais de 1,5 milhão de veículos. Durante esses anos a empresa também inaugurou Centros Educacionais de Trânsito, de Treinamento Técnico, de Distribuição de Peças e de Pesquisa & Desenvolvimento. Estruturou uma rede de concessionárias hoje composta por aproximadamente 1500 endereços. Em 2014, em uma iniciativa inédita no segmento, a Honda inaugurou seu primeiro parque eólico do mundo, na cidade de Xangri-Lá (RS). O empreendimento supre toda a demanda de energia elétrica da fábrica de Sumaré, reduzindo os impactos ambientais das operações da empresa. Em 2015, a Honda Aircraft Company anunciou a expansão das vendas do HondaJet, o jato executivo mais avançado do mundo, para o Brasil. E a segunda planta de automóveis da marca foi construída na cidade de Itirapina (SP) porque muito mais está por vir. Saiba mais em www.honda.com.br e www.facebook.com/HondaBR
Honda

Assessoria de imprensa

Nome assessor

Telefone

e-mail

www.honda.com.br

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.