Sindicato Interestadual da Indústria de Materiais e Equipamentos Ferroviários e Rodoviários

Setor de peças e componentes para veículos de 2 rodas espera crescer 5% em 2018

6 de dezembro de 2017


Want create site? With Free visual composer you can do it easy.

 

Peças de Bicicleta – Alguns fatores tem mudado as características do mercado brasileiro. A afirmação é do representante do Departamento de Duas Rodas (Partes e Peças) do Sindicato Interestadual de Materiais e Equipamentos Ferroviários e Rodoviários (SIMEFRE), Auro Levorin. Ele diz que além da crise que assolou o país nos últimos anos, provocando uma mudança no perfil do consumidor, em função da perda de renda, outros fatores puderam ser identificados. “Nos últimos anos tem havido um aumento maior na produção e venda dos veículos urbanos. No caso das bicicletas, por conta da difusão de ciclovias nas cidades e do incentivo que este veículo tem recebido dos órgãos públicos.”

 

Como esses veículos consomem peças de reposição, explica, a perda sentida no equipamento original foi compensada pelo aumento no mercado de reposição, fazendo com que o mercado de 2017 mantenha-se alinhado a 2016. Já em relação ao mercado externo  houve um aumento de 20% nos volumes importados  em 2017, na comparação com o ano anterior. “Essa evolução foi fruto de importações represadas no ano anterior, pois se compararmos este volume ao de 2012, verificaremos uma redução de 26%.”

 

Ele explica que os preços por quilo de produto importado tiveram um incremento de 13% este ano em relação a 2016, e 25% sobre 2012, denotando uma melhoria qualitativa das importações. “A manutenção do câmbio durante grande parte do ano, próximo dos R$ 3,00 ainda prejudica a competitividade da indústria nacional, no entanto, o ator preponderante da perda de competitividade da indústria nacional ainda permanece sendo o chamado “Custo Brasil”, que congrega o custo tributário, financeiro, trabalhista, burocracia, infraestrutura e falta de financiamento.”

 

 

Peças e partes de Motocicletas – No caso das motocicletas o mesmo fenômeno de urbanização citado anteriormente foi registrado e pode ser observado nas vendas de scooters, veículo essencialmente urbano e que vem substituindo tanto o transporte por automóvel, quanto o transporte público, em função da má qualidade destes e da falta de estrutura para os automóveis.

.

 

Perspectivas

 

Para 2018 a estimativa é de um crescimento na ordem de 5%. “No mercado de reposição, devido ao movimento de urbanização comentado anteriormente e a evolução positiva da economia, estimamos um crescimento igual, 5% no mercado como um todo”, conclui Levorin.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.